Archive for TI

Migrando blog em WordPress de servidor

Você utiliza o WordPress para publicar seus posts mas não tem ideia de como migra-lo de servidor? Então vou ensina-lo(a) a fazer este procedimento. Antes, vamos definir algumas variaveis que você terá que substituir. NOME_DA_BASE PATH_DO_BLOG Primeiro passo para realizar a migração do blog, você precisa garantir que não haverá nenhuma publicação e/ou alteração no

Ubuntu 11.10 em um HP Pavilion DV6 com ATI

Como todos sabem, drivers da ATI e Linux não se dão muito bem, por isso, vou ensinar como instalar e realizar o pós instalação do Ubuntu 11.10 em um notebook HP Pavilion DV6 com processador AMD A8 e placa de video ATI Radeon HD6200G Primeiro passo é a instalação do Ubuntu que fica travada em [...]

Problemas com placa de vídeo SIS ?

Pois é, você fez um pesquisa por notebooks, encontrou um com um processador bom, boa memoria, bom disco, mas esqueceu de olhar a placa de vídeo e deu a “sorte” de pegar um com as famosas placas SIS (M671 e M672) e agora seu Ubuntu esta com a resolução baixa?

Vamos resolver isto!

Este procedimento abaixo é valido para o Ubuntu 11.04!

Instale os seguintes pacotes:

- git
- xorg-dev
- mesa-common-dev
- libdrm-dev
- libtool

# sudo apt-get install git xorg-dev mesa-common-dev libdrm-dev libtool

Uma vez instalado, vamos ao procedimento em si.
Recomendo realizar este procedimento direto como root, pois você terá que compilar os drivers.

Virando root:

# sudo su -

Após isso, vamos sincronizar o repositório com o driver que funciona no Ubuntu 11.04 via git:

# git clone git://github.com/hellnest/xf86-video-sismedia-0.9.1.git

Acesse o diretório contendo o driver

# cd xf86-video-sismedia-0.9.1

Configure o driver:
# ./configure –prefix=/usr –disable-static

Compile o driver:
# make

Instale-o:
# sudo make install

Pronto, agora é só reiniciar e curtir seu notebook que contem a excelente placa de video SIS (NOT) com uma resolução decente!

Fonte: http://hellbunker.blogspot.com/2011/03/driver-sis-m671-m672-for-upcoming-natty.html

IPv6, Você esta pronto ?

Pois é povo, como todos já devem saber, o IPv4 já esta com a morte mais do que datada e com isso, o IPv6 vai ganhando cada vez mais foco e sendo mais utilizado para suprir as necessidades de provedores e afins.

Ai vem a pergunta, e você, esta pronto para esta mudança?

Como provavelmente a maioria respondeu que não, o DominioDesconhecido esta disponibilizando um elearning de IPv6 criado pelo CEPTRO.br.

Para fazer o elearning, basta acessar o link a seguir: ipv6.dominiodesconhecido.com.br

Abraços e boa leitura

OSSEC – Otima ferramenta de segurança

Para você SysAdmin que tem a preocupação de saber se os seus servidores estão fazendo, ou melhor, o que estão tentando fazer com eles, eu recomendo a instalação do aplicativo OSSEC.

OSSEC é um app que irá checar todo seu sistema em busca de possiveis binários alterados e também fará um check de tudo que acontece. Se alguém tentar fazer um SSH para o seu servidor e errar a senha, você será notificado por email.

Ele é simples de ser instalado (inclusive com opção de instalação em português) e também possui a opção de que, caso o seu servidor esteja sofrendo um brute-force, ele automaticamente adiciona o IP de ataque no hosts.deny e sobe o iptables para bloquear as tentativas de acesso.

Há também opção de enviar os logs via RSYSLOG para um centralizador de logs e/ou instalar a interface web para gerenciar os acessos.

Abaixo, um exemplo de email que o OSSEC envia:

OSSEC HIDS Notification.
2011 Apr 06 16:30:08

Received From: localhost->/var/log/auth.log
Rule: 10100 fired (level 4) -> “First time user logged in.”
Portion of the log(s):

Apr  6 16:30:07 localhost sshd[8227]: Accepted publickey for rsilveira from XXX.XXX.XXX.XXX port 28818 ssh2

–END OF NOTIFICATION

Para quem ficou interessado, acesse http://www.ossec.net/ para maiores detalhes e download do app.

Ricardo

Problemas com músicas sem nome ou com tag errada?

Pois é povo, atire a primeira pedra quem não tem uma música em MP3 que esteja faltando o nome do artista, nome da música, ambos, etc

Este é o tormento para quem quer ter a biblioteca de músicas bem organizada e para auxilia-lo na correção existe o software Jaikoz Audio Tagger.

Este software é feito em java é super simples de usar. Você seleciona o diretório ou os arquivos a serem analisados e ele faz todo o restante, consultando o hash das músicas em sites como o MusicBrainz e altera automaticamente as tags das músicas.

Para a utilização, é necessário você ter instalado o Oracle Java e baixar o software neste site.

Agora vem a parte não tão boa da historia. Este aplicativo pode ser utilizado de maneira free, mas com a limitação de somente corrigir 20 músicas por vez. Basicamente você faz a tag de 20 músicas, fecha o programa, faz tag de mais 20 músicas e por ai vai.

Há a versão paga também, que cá pra nós, custa somente £20, o que equivale a R$50. Acho que vale a pena gastar esta graninha.

Abaixo um print do software em execução

Até a próxima

LostSoul agora é DominioDesconhecido

Pois é galera, estamos de casa nova, em um ambiente completamente dedicado e pronto para voltar a postar analises e conhecimentos técnicos sobre os mais variados assuntos de tecnologia, sempre mais focado em Gnu/Linux.

Conteúdo antigo importado, agora é voltar a alimentar este “monstro”

Enjoy

Ricardo